sábado, 20 de junho de 2015

Policiais civis protestam por melhores condições de trabalho

Os policiais civis de Pernambuco foram recebidos pelo secretário-executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto, na noite desta quinta-feira (18), no Palácio do Campo das Princesas, após caminhada pelas ruas do Centro do Recife. De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol), Áureo Cisneiros, haverá a retomada da mesa de negociações entre a categoria e a Secretaria de Administração na próxima quinta-feira (25), quando as partes vão se reunir para tentar entrar em um acordo. Segundo a Casa Civil, durante a conversa, Canuto explicou o quadro de crise econômica enfrentada pelo Estado, mas ressaltou a disponibilidade do Governo de Pernambuco avançar no diálogo com a categoria. Na próxima sexta-feira (26), haverá uma assembleia geral na sede do sindicato, em Santo Amaro, para deflagrar ou não greve.
“Nós não vamos mais aceitar que empurrem com a barriga. Se o Governo não der uma proposta concreta sobre nossas reivindicações, a gente pode entrar com o movimento grevista”, declarou Áureo Cisneiros. A principal exigência é a equiparação do adicional por risco de vida em relação ao valor pago aos delegados, que é de 225% sobre o salário deles. Atualmente, os policiais ganham 100%. Os servidores também denunciam a falta de condições de trabalho e de profissionais. Eles aprovaram ainda manter a operação Polícia Cidadã.
A categoria paralisou as atividades por 24 horas nesta quinta-feira e retornaram à 0h desta sexta-feira (19). Os registros de boletins de ocorrências, emissões de documentos, diligências, investigações e outras ações que não configuram flagrantes não foram efetuados durante o dia. Os serviços dos três Institutos de Medicina Legal (IMLs) do Estado funcionam normalmente.
Fonte: Folha de PE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...