domingo, 27 de setembro de 2015

Creche continua fechada em Cedro, após 10 meses de ianuguração

Em Cedro, sertão central de Pernambuco, uma creche construída com recursos do Governo Federal e inaugurada há mais de 10 (dez) meses, ainda continua fechada.
A primeira creche do município, que deveria atender a um total de 224 crianças, em dois turnos (matutino e vespertino), pelo que parece continua sendo apenas um sonho das famílias cedrenses.    

O contrato de construção previa o término da obra para maio de 2013, no entanto somente em 20 de dezembro de 2015 o equipamento foi inaugurado, com direito a discursos, fita inaugural, missa em ação de graças e banda de música. Mesmo assim a creche, que custou aos cofres do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) um valor de R$ 1.272.601,45, obtido através do Programa Proinfância e construída para atender crianças entre 0 e 6 anos de idade, conta com cinco blocos, distribuídos entre as funções administrativa, de serviços e multiuso, além dos blocos pedagógicos, um pátio coberto e área externa para playground, torre de água e estacionamento, ainda não está em funcionamento e os motivos são desconhecidos pela população.

Durante a inauguração o Prefeito, Josenilo Leite (PSB) fez um discurso enaltecendo sua capacidade de articulação e gestão, com foco na qualidade de vida dos cedrenses. "A creche reforça o nosso compromisso com as políticas educacionais, sendo prioridade de nossa gestão assegurar melhor qualidade de vida para a população. Os pais poderão dedicar-se ao trabalho e garantir o sustento da família, enquanto seus filhos permanecerão em segurança", afirmou.
O discurso do gestor não condiz com a realidade, visto que em Cedro não existe creche e essa que seria uma alternativa educacional para crianças de até seis anos de idade, não estar em funcionamento, mesmo após sua conclusão.
A equipe do site procurou a prefeitura que alega atraso na chegada dos moveis e utensílios, que deveriam ser enviados pelo MEC.
Procurados,  os  vereadores de oposição  nos informaram  que fizeram diversas visitas ao prédio durante sua construção e que tem apresentado requerimentos com solicitação de informação dos motivos pelos quais a creche continua fechada. O Vereador Aldenir Santos (PT), conhecido por Pelé nos disse que a prefeitura trata a vida do povo com total descaso.  "Passados 10 (dez) meses do mega evento montado para apresentar a primeira creche da cidade, o prefeito não dar uma palavra de esclarecimentos sobre o fechamento e abandono da creche.  As tentativas de busca de informações foram em vão. Vamos ao Ministério Público Federal para discutir o assunto", afirmou o parlamentar oposicionista.    
Municípios pernambucanos estão em etapas seguintes, na firmação de convênios com o FNDE para a  construção de mais creches, como é o caso de Arcoverde, Ouricuri, Santa Filomena e Serrita, que assinaram convênios, nesta tarde de quarta-feiria (23)   para investimentos em creches e pré-escolas.  Arcoverde receberá quase R$ 2,8 milhões para a reforma de duas creches/pré-escolas, Ouricuri, receberá recursos que ultrapassam R$ 5,6 milhões e serão destinados à reformulação de quatro creches, Santa Filomena terá garantido mais de R$ 1,2 milhão destinado a investimentos em uma creche/pré-escola e a cidade vizinha a Cedro, Serrita conhecida como a capital do vaqueiro, que já conta com duas creches, assinou no mesmo ato,  outro convênio na ordem de quase R$ 1,4 milhão.

Pelo que vemos, falta ao Poder executivo de Cedro, a tão propalada capacidade de articulação política e de gestão.   

Via Tribuna de Cedro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...