domingo, 8 de novembro de 2015

Universidade Federal de Pernambuco terá 6.972 vagas de graduação no Sisu para o ingresso 2016

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) ofertará 6.972 vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o ingresso 2016. Ao todo, serão ofertados 96 cursos presenciais de graduação nos campi Recife, Vitória e Agreste (Caruaru). Das vagas, 50% serão reservadas ao sistema de cotas. O período de inscrição para o Sisu ainda não foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC).
O número total de vagas de 2016 supera o do ingresso de 2015, que foi de 6.562. As 410 vagas a mais se referem à segunda entrada do grupo Engenharias CTG (Recife) e do curso de Engenharia Civil (Agreste) – que passam a ser oferecidos via Sisu, devido ao fim do vestibular de meio de ano; Química – Bacharelado (Recife) – que deixa de ter uma seleção específica; e Comunicação Social (Agreste) – ofertado pela primeira vez em 2015.2.
Assim, serão totalizadas para o ano de 2016: 5.502 vagas para o Campus Recife, 430 vagas para o Centro Acadêmico de Vitória (CAV) e 1.040 vagas para o Centro Acadêmico do Agreste (CAA). Todos os candidatos serão classificados com base na nota do Enem 2015. Os pesos e as notas mínimas serão os mesmos do ano passado. Segundo o pró-reitor para Assuntos Acadêmicos da UFPE, professor Paulo Goes, está em análise uma possível mudança dos pesos e das notas mínimas para o ingresso 2017, com definição até o dia 30 de abril de 2016.
Para o ingresso 2016, a UFPE mantém o argumento de inclusão regional para os estudantes que residem no entorno dos campi Vitória e Agreste. Ao optarem por cursos das unidades acadêmicas do interior, esses candidatos terão um acréscimo de 10% na nota final do Enem. O acréscimo terá efeito apenas classificatório, não sendo levado em conta na análise do atendimento de eventuais critérios eliminatórios.
Vale ressaltar que o argumento de inclusão regional destina-se exclusivamente a candidatos que tiverem cursado e concluído todo o Ensino Médio em escolas regulares e presenciais das mesorregiões listadas abaixo. Não será oferecido nenhum tipo de argumento de inclusão regional para os cursos do Campus Recife. Os candidatos que forem possíveis beneficiários tanto do argumento de inclusão regional quanto da política de cotas deverão optar, no ato da inscrição, por uma dessas duas ações afirmativas, não sendo permitida a aplicação cumulativa delas.
Fonte: Folha de PE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...