sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Vereador sugere criação de uma operação “Lava Jato” em Juazeiro

O vereador Cláudio Luz (PT) sugeriu na tarde dessa quinta-feira (03), durante sessão ordinária da Câmara Municipal, a criação de uma “Operação Lava Jato” em Juazeiro do Norte. O pedido foi feito durante o grande expediente, quando o vereador qualificou a Casa Legislativa de omissa com relação as questões locais.

Para Cláudio Luz, a Casa debate muito bem as questões nacional, mas se omite de debater e de investigar denuncias contra a Prefeitura de Juazeiro do Norte. “Não adianta falar dos males do Brasil e fechar os olhos para o que acontece em Juazeiro,” disse o vereador.

O vereador Gledson Bezerra, usou o mesmo espaço para se contrapor, argumentando que a Câmara é uma casa política e que operações como a Lava Jato são de responsabilidade do Ministério Público e não dos Parlamentos.

Para Gledson, se a investigação estivesse a cargo da Câmara dos Deputados e do Senado, nada sairia do papel. “O mesmo acontece com a Câmara Municipal. Todos têm interesses, por isso, é preciso que o judiciário faça sua parte; como alias, tem feito,” avaliou Gledson.

Ainda, durante o grande expediente o vereador João Borges (PRTB), pediu que a presidência da Câmara se posicionasse sobre o episódio acontecido na sessão anterior, quando o vereador Normando Sóracles (PSL), quase, foi agredido no plenário da Casa.

Para João Borges é preciso emitir decreto proibindo a entrada de pessoas não autorizadas ao plenário no termino das sessões. Segundo a sugestão do vereador, a exceção ficaria a cargo de membros da imprensa que estão a trabalho. O vereador solicitou, ainda, mais segurança na Câmara durante as sessões.

O presidente da Câmara, vereador Danty Benedito (PMN), disse que providencias para coibir casos semelhantes serão encaminhadas.


Fonte: Blog do Madson Wagner

Via: Cariri, como eu vejo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...