quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Conselheiros Tutelares de Cedro denunciam o descaso da Prefeitura com o órgão

O poder público municipal de Cedro continua dando o exemplo negativo de absoluto descaso com seu Conselho Tutelar.  Dois dos cinco membros do órgão em Cedro, Cícera Mariano e Rannes Cardoso resolveram quebrar o silêncio e tornar público a desatenção do Prefeito Josenildo Soares (PSB).
Estiveram na Rádio Portal FM para denunciar os problemas que, segundo eles, são muitos: falta de material de expediente, falta de combustível para o único veiculo existente( uma moto), falta de telefone, problemas com computador e impressora, atraso de diárias e ajuda de custo, falta de uma boa estrutura física no prédio  que compromete o sigilo e muitos outros.
Segundo os conselheiros, o órgão não dispõe nem mesmo dos materiais mínimos de auxilio, "por falta de impressora, sempre que nos chega uma denúncia, precisamos fazer os documentos devidos, e é ai que os conselheiros procuram um local para imprimir um documento, quando se consegue, este é lido por funcionários dos dois órgãos, e, as vezes até comentado, quebrando totalmente o sigilo dos fatos", contaram os conselheiros. Disseram também que quando uma denúncia é feita via telefone, a mesma acontece diretamente no telefone de um dos conselheiros. "Temos de tornar público nosso número, por que não tem na sede do conselho, telefone fixo, não é por falta de requerer junto a Prefeitura, pois já foram enviados vários ofícios e requisições", afirmaram.
A entrevista aconteceu durante o programa do Locutor Luciano Cesário, que recebeu diversas ligações sobre o assunto. O Policial Militar, João José de Souza falou que é uma vergonha esse descaso. Um atendimento feito em uma moto não é digno. "Toda a população tem percebido esse abandono por parte da prefeitura. Os conselheiros são guerreiros", encerrou o militar.
Na mesma direção, se posicionou o Vereador Aldenir Santos, conhecido por Pelé, que informou já ter enviado diversos requerimentos ao chefe do executivo cobrando melhorias para o órgão. "Tanto em 2014, quanto já este ano fiz cobranças de material de expediente, de veículo e de infraestrutura para o conselho. Não é justo o trabalho ser executado numa completa precariedade", desabafou o parlamentar.
Ainda sobre a falta de material e veículos, os conselheiros disseram que o conselho é servido de uma moto, em precárias condições e que mesmo assim existe dificuldade para utilizá-la.         
 "Quando necessitamos de transportes para averiguação de ocorrências de violação dos direitos da criança ou de adolescentes, recorremos a moto a disposição e ultimamente precisamos solicitar do próprio prefeito a autorização para abastecer e esperar a boa vontade daqueles que tem o poder. "Na última semana não estamos fazendo os atendimentos em domicílio, porque o posto não abastece e não encontramos o prefeito para "pedir a ordem pra abastecer", o que seria mais viável o prefeito priorizar nossas necessidades com um veículo exclusivo", comentaram.
"Sabemos que infelizmente não somos os primeiros nem os últimos a vivenciar esse fato, porém é nesses momentos que não devemos nos calar, todavia desde a criação deste conselho, o poder público faltou, mas nessa gestão extrapolou todos os limites", finalizaram.

Os conselheiros informaram que já notificaram ao Ministério Público o fato e que mais uma vez vão denunciar ao promotor em Serrita, que é o poder que acompanha o conselho tutelar.

Via Tribula de Cedro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...